Extra sharp, extra precise and extra powerful: The new Opel Insignia GSi Sports Tourer has everything a sporty driver wants.

Novo Opel Insignia GSi Sports Tourer: dinâmica pura em formato ‘station wagon’

  • Novo BiTurbo Diesel com 210 cv e 480 Nm;
  • Topo de gama, com chassis FlexRide e tração integral adaptativa de série;
  • Elementos de ‘design’ específicos e jantes de 20 polegadas;
  • Novos bancos de tipo ‘bacquet’ com certificação AGR;
  • Muito espaço para cinco ocupantes e capacidade até 1665 litros de bagagem.

Preciso, acutilante e potente. Três das características principais do Opel Insignia GSi, a variante mais dinâmica da nova geração Insignia, são agora transpostas para o formato familiar ‘station wagon’, para que não seja preciso comprometer espaço nem versatilidade para alcançar o patamar mais elevado da dinâmica.

A nova ‘station wagon’ Insignia GSi Sports Tourer engloba outra estreia – um novo motor Diesel topo de gama 2.0 BiTurbo com 210 cv de potência e elevado binário de 480 Nm (consumos oficiais NEDC: urbano 8,9 l/100 km, extraurbano 6,1 l/100 km, misto 7,3 l/100 km, emissões CO2 em ciclo misto 192 g/km). De série, a Insignia GSi Sports Tourer conta com chassis FlexRide com afinações especiais, tração integral inédita com vetorização de binário, pneus de alta ‘performance’ e caixa automática de oito velocidades que pode ser comandada através de patilhas colocadas no volante.

Extra sharp, extra precise and extra powerful: The new Opel Insignia GSi Sports Tourer has everything a sporty driver wants.

Os desenhadores da Opel deram à ‘station wagon’ GSi um visual condizente com o desempenho dinâmico. O para-choques dianteiro exibe grandes entradas de ar para arrefecimento do motor e dos travões. No topo da tampa da mala, por seu turno, existe um discreto – mas eficaz – ‘spoiler’ aerodinâmico. No interior destacam-se bancos tipo ‘bacquet’ desenvolvidos pela Opel e um volante com ‘grip’ melhorado. No que toca aos restantes ocupantes, podem usufruir das qualidades intrínsecas do novo Insignia Sports Tourer, nomeadamente no que diz respeito a espaço amplo, conforto referencial, bagageira de grande capacidade (que pode chegar a 1665 litros) e total conectividade com o exterior graças aos sistemas IntelliLink e Opel OnStar, com ‘hotspot’ 4G de ligação à Internet[1]. O Insignia GSi Sports Tourer é, na verdade, um topo de gama versátil que traz mais prazer e emoção à condução de todos os dias.

Dinâmica de referência

Tal como no Insignia GSi Grand Sport, os engenheiros que criaram a nova ‘station wagon’ Insignia GSi deram-lhe um cariz especialmente dinâmico. Na área de motorização, a novidade mais recente é o novo 2.0 BiTurbo Diesel que debita 210 cv às 4000 rpm e nada menos que 480 Nm logo a partir das 1500 rpm. Nesta versão, a Insignia GSi Sports Tourer acelera de zero a 100 km/h em apenas 7,9 segundos e consegue atingir a velocidade máxima de 231 km/h.

Para os que procuram uma solução a gasolina, a Opel propõe o 2.0 Turbo de 260 cv que entrega 400 Nm de binário constante entre as 2500 e as 4000 rpm (consumos oficiais NEDC: urbano 11,5 l/100 km, extraurbano 7,1 l/100 km, misto 8,7 l/100 km, emissões CO2 em ciclo misto 199 g/km). Com este motor, a ‘station wagon’ Insignia GSi cumpre o arranque de zero a 100 km/h em apenas 7,5 segundos e alcança 245 km/h de velocidade máxima.

Na base da dinâmica superior das variantes GSi da nova geração Insignia também está o sistema de chassis FlexRide, onde se inclui a suspensão com controlo eletrónico. Por comparação com a Sports Tourer normal, a GSi tem novas molas que reduzem a distância ao solo em 10 mm. Os amortecedores são também especiais, destinados a reduzir ao máximo a reação a transferências de massas. O sistema FlexRide controla a pressão dos amortecedores em tempo real, adaptando-a em frações de segundo a cada situação de condução. O mesmo sistema ajusta o curso do acelerador, o ponto de mudança de velocidades da caixa automática AT8, e a assistência da direção. O condutor pode selecionar um de três modos – Standard, Tour ou Sport – modificando os parâmetros de cada um daqueles componentes. A resposta da direção e do acelerador é mais suave no modo Tour, e bastante mais direta no modo Sport. Da mesma maneira, neste modo os amortecedores ganham pressão e tornam-se mais ‘duros’, reduzindo os movimentos da carroçaria. Exclusivo do GSi é o modo Competition do ESP, que desliga o controlo eletrónico de tração e atrasa a intervenção do sistema. Se o condutor pretender tomar pleno controlo sobre o automóvel, o ESP pode ser completamente desligado.

O sistema de tração integral Twinster com vetorização de binário, que é inédito neste segmento de mercado, constitui um dos destaques na dinâmica do Insignia GSi. Em vez de um diferencial convencional na ponte traseira surgem duas embraiagens multidiscos, uma para cada semieixo, capazes de distribuírem binário de forma independente pelas rodas. Desta maneira, de forma controlada, é induzido movimento de rotação no eixo vertical do automóvel, variável consoante as situações e o modo FlexRide selecionado, o que é determinante para tornar o comportamento dinâmico mais preciso. Este, que é o sistema de tração integral mais evoluído do segmento, conta com o contributo de pneus Michelin Pilot Sport 4S, montados em jantes de 20 polegadas de diâmetro, para colocar toda a potência no alcatrão. A travagem está a cargo de grandes discos Brembo de 345 milímetros com pinças de quatro êmbolos. Tudo isto confere à Insignia GSi Sports Tourer uma dinâmica de qualidade realmente invulgar para uma ‘station wagon’.

Ao habitáculo da Insignia Sports Tourer a variante GSi acrescenta bancos de tipo ‘bacquet’ com certificação da agência de especialistas em ergonomia AGR, que oferecem apoio lateral pronunciado e máximo conforto em viagens longas. Estes bancos possuem múltiplas regulações elétricas, incluindo funções de massagem, ventilação, aquecimento e regulação do apoio lateral.

Para marcar a diferença para as restantes versões, a Insignia GSi Sports Tourer possui para-choques dianteiro específico e um ‘spoiler’ no topo da tampa da mala para gerar a necessária força descendente a velocidades mas elevadas. A bagageira mantém as suas características inalteradas, ou seja, a grande capacidade que vai de 560 a 1665 litros e a possibilidade de o banco traseiro ser rebatido na proporção 40/20/40. A tampa possui abertura e fecho elétrico, com sensor de pé. Do equipamento fazem parte os elogiados faróis de matriz de LED IntelliLux e numerosos sistemas de assistência à condução, do Alerta de Saída de faixa com correção automática ao Alerta de Colisão Dianteira Iminente com travagem automática.

 

[1] Os serviços OnStar requerem ativação e uma conta junto da OnStar Europe Ltd. Os serviços de ‘hotspot’ necessitam de conta junto do operador de telecomunicações associado. Há lugar a custos após expirarem os períodos de experimentação grátis.

Os comentários para esta postagem estão desativados.